sexta-feira, fevereiro 02, 2007

Mais viagem no tempo

Hoje tive mais tempo (é feriado municipal em Porto Alegre) e aproveitei para examinar mais algumas fitas VHS e passá-las para DVD. É curioso descobrir gravações de transmissões que eu lembro de ter visto, mas não sabia que estavam nos cassetes. Como, por exemplo, um Jornal do Almoço de 1992 em que foi entrevistado o cirurgião plástico Ivo Pitanguy. Paulo Sant'ana lembra que foi o médico quem "endireitou sua cara" e diz que ele deve estar "admirando sua obra". No mesmo programa aparecem as trigêmeas de Tucunduva anunciando que iriam posar para a Playboy. Na verdade elas foram mais longe: chegaram a ser capa da edição americana, com direito a matéria e tudo sobre "the Brazilian triplets".

Do mesmo ano, há um "Globo Repórter" sobre o arrastão à beira-bar no Rio de Janeiro. E se alguém achou que eu estava mentindo quando disse que gosto de horário político, encontrei cerca de duas horas de propaganda eleitoral gratuita do segundo turno da campanha para Prefeito de Porto Alegre, entre Tarso e Schirmer. Deu Tarso. Seria a segunda de quatro administrações consecutivas do PT. Lamento não ter gravado a campanha de 1988, que foi mais interessante. Ainda lembro da musiquinha do Vilella e também de Brito e Mercedes. No fim, ganhou Olívio Dutra. Para não dizer que não salvei nada, achei um trecho da fala de Sérgio Jockymann, que se anunciava "candidato a um milagre".

Uma das descobertas mais interessantes foram as fitas do trabalho de Faculdade que fizemos logo depois do impeachment de Collor. Conforme já contei aqui (leiam "
O dia em que eu defendi o Collor"), uma parte do grupo foi para o estúdio da Ipanema gravar o programa "Talk Radio", que era apresentado por Kátia Suman. Mas o que ela não sabia é que a outra metade da equipe estava na casa de uma colega ligando para o programa. Tenho os dois lados da conversa em vídeo e passei os dois para o mesmo DVD. Meu gravador até permitiria fazer uma edição combinando as duas fitas em um único diálogo, mas seria um processo trabalhoso e o resultado não ficaria profissional. Então gravei sem editar, mesmo, primeiro um lado, depois outro. E é bom saber que a presença de Kátia no estúdio da Ipanema ficou eternizada em vídeo. Acredito que não seja o único registro, mas esse é para meu arquivo. O professor Carlos Gerbase aparece rapidamente no começo. Depois disso, fui lá algumas vezes para participar do "Clube do Ouvinte".

Outro achado que me deixou muito feliz foi o aniversário de 1 ano de meu filho. Por sorte, pedi a quem fez a filmagem que me desse a fita matriz, também. Eu já sabia que ele iria acrescentar um monte de babados inúteis na edição final, então disse que queria guardar o original. E foi a minha sorte, pois houve algum problema e a fita dos "babados inúteis" ficou sem som. Então a matriz está lá, perfeita, captando o "Parabéns" e a conversa de todos, mesmo de longe. Alguns convidados já faleceram, um deles bem jovem.

Estou adorando esta viagem no tempo. Já ouvi dizer que os DVD-Rs não duram para sempre. O ideal seria fazer cópias novas de tempos em tempos a partir dos próprios DVDs. De qualquer forma já decidi que não vou me desfazer das fitas. Elas serão guardadas, mesmo com risco de desmagnetizar. Podem mofar, também, mas isso tem solução.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home