sábado, janeiro 10, 2015

Tributo a Nico Nicolaiéwsky

O show "Nico Tributo" a que assisti ontem à noite (e se repetirá hoje e amanhã) no Theatro São Pedro é perfeito para quem, como eu, é fã do "outro Nico", que não o de Tangos e Tragédias. O repertório é praticamente todo da carreira solo e do Saracura. E assim, ouvem-se canções como "Só Cai Quem Voa", "Poeta Analfabeto", "Cabeça Quebra Cabeça", "Feito Um Picolé no Sol", "Marcou Bobeira" e "Flor", esta última em participação especial do ex-Saracura Sílvio Marques.
A banda básica é formada por Arthur de Faria (acordeom, piano e voz), Fernando Pezão (piano, bateria e voz), Hique Gomez (violino, bandolim, piano e voz), Cláudio Levitan (banjo, bandolim e voz) e Marco Lopes (tuba). Pezão tocou com Nico no Saracura e em shows solo. Hique é a outra metade da dupla de Tangos e Tragédias. Cláudio Levitan é autor de diversas músicas do espetáculo Tangos e Tragédias e também do Saracura (entre elas a já citada "Marcou Bobeira").
Além da mencionada participação de Sílvio Marques, também marcaram presença Nina Nicolaiéswky, filha de Nico, e Fernanda Takai, da banda mineira Pato Fu. Para que não faltasse pelo menos uma recordação de "Tangos e Tragédias", no bis, o grupo interpreta "A Verdadeira Maionese", paródia que combina a melodia de um jingle da Varig com a assinatura da Maionese Hellmann's.
Ao final, todos saem para a rua e dão uma rápida canja em frente ao teatro. Uma bela homenagem ao grande músico que faleceu em fevereiro do ano passado.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home