terça-feira, dezembro 09, 2014

David Bowie em coletânea definitiva

Nothing has changed chega para ser uma coletânea definitiva de David Bowie. Existe edição de vinil, tem CD duplo, mas vou analisar a versão maior, que inclui três CDs.

Já saíram muitas compilações de David Bowie em formatos diversos. Antes dessa, consideraria The Platinum Collection a mais recomendada, com o filé mignon do repertório dos anos 70 e 80. Sound+Vision, por outro lado é só para colecionadores, com sua confusa mistura de raridades com escolhas aparentemente aleatórias. Foi relançada recentemente, para quem se interessar.

O diferencial de Nothing has changed é o fato de abranger todas as gravadoras pelas quais o músico já passou. Para quem acompanhou os lançamentos até agora, é estranho encontrar o material original da Decca juntamente com o da RCA e EMI. Eram universos não miscíveis. Outra curiosidade é a ordem cronológica inversa em que as faixas se apresentam. Não é o primeiro caso: apenas para citar um exemplo, já saiu uma caixa assim do Genesis. Então a seleção começa com a música mais recente, "Sue (Or In a Season of Crime)", que suscitou comparações com "Cais" de Milton Nascimento, e termina com "Liza Jane", o primeiro registro fonográfico de Bowie ainda como Davie Jones & The King Bees. De 2014 a 1964 em pouco menos de quatro horas de audição.

Para os fãs casuais, essa coletânea está completa? Eu diria que sim.  Quem prefere a fase mais pop do cantor nos anos 80 vai se deliciar com "Let's Dance", "China Girl", "Modern Love", "Blue Jean", "This is Not America" (com Pat Metheny), "Loving the Alien", "Dancing in the Street" (com Mick Jagger), "Absolute Beginners" e "Under Pressure" (com o Queen). De quebra, vai ouvir também "Young Americans", "Fame", "Golden Years", "Sound and Vision" e "Heroes", canções mais acessíveis dos anos 70 escolhidas a dedo. Talvez sintam falta de "Underground" e "As The World Falls Down", ambas da trilha sonora de "Labirinto". A primeira realmente é uma ausência sentida, pois já constou em outras compilações, mas a segunda só fez sucesso nas rádios brasileiras. Não entrou nem mesmo na edição de "Best of Bowie" feita para o Brasil em 2002.

Já os fãs roqueiros que não façam questão dos álbuns originais (porque geralmente fazem) vão encontrar as clássicas "Space Oddity", "The Man Who Sold The World", "Changes", "Life on Mars?", "Starman" (o "Astronauta de Mármore" do Nenhum de Nós), "The Jean Genie", "Drive in Saturday", "Rebel Rebel", "Diamond Dogs", "Ashes to Ashes" e "Scary Monsters (and Super Creeps)". Bowie volta a ousar a partir dos anos 90 e aí o rock se faz presente de novo em músicas como "Little Wonder" e "New Killer Star".

Já é de praxe incluir raridades ou gravações inéditas em coletâneas maiores. A já citada "Sue (or In a Season of Crime)" é uma delas. "Let Me Sleep Beside You" é uma de três canções que Bowie compôs em 1968 numa tentativa de imitar "essas porcarias que fazem sucesso", só que a gravação que aparece aqui é de 2001, do projeto Toy. Era para ser um álbum de regravações de composições bem do começo da carreira do músico, mas acabou ficando inédito. Algumas faixas entraram como bônus de relançamentos especiais.

Da fase da Deram (1967-68), constam "In The Heat of The Morning" (outra das "porcarias" de 1968, aqui na versão original) e "Silly Boy Blue". É uma pena que a melhor das três "porcarias", a linda "Karma Man", tenha ficado de fora. "Can't Help Thinking About Me" (1966) e "You've Got a Habit of Leaving" (1965) pegam o período com a banda Lower Third, com influência dos Kinks. E colocar "Liza Jane", o primeiro single de Bowie, no final de tudo, é como encerrar com o choro de um recém nascido cuja vida acaba de passar ao contrário.

Três gravações foram incluídas em versões remixadas por seus produtores originais. "Life on Mars?" é a que tem diferenças mais sutis. "Young Americans" já chama mais a atenção, com o piano muito baixo no começo e a bateria que antecede a parte final sem o efeito de "phasing". "Wild is the Wind" tem menos eco na voz de Bowie. Não entrou nada do Tin Machine, pois o músico sempre separou bem sua carreira solo do trabalho do grupo. Talvez por isso também tenham ficado de fora as duas faixas gravadas como The Manish Boys - "Take My Tip" seria interessante, por ser a primeira composição de David a ser lançada em disco.

Enfim, sempre vai faltar essa ou aquela música em qualquer coletânea de David Bowie. Mas a seleção está bem feita. Recomendo. Apenas alerto que a diversidade de estilos é acima do comum para um mesmo artista. As mutações sempre foram marca registrada do chamado "camaleão do rock".

A lista de faixas abaixo foi copiada do site oficial de David Bowie:

CD 1:

Sue (or In A Season Of Crime) (7.40)

Where Are We Now? (4.09)

Love Is Lost (Hello Steve Reich Mix by James Murphy for the DFA Edit) (4.07)

The Stars (Are Out Tonight) (3.57)

New Killer Star (radio edit) (3.42)

Everyone Says ‘Hi’ (edit) (3.29)

Slow Burn (radio edit) (3.55)

Let Me Sleep Beside You (3.14)

Your Turn To Drive (4.44)

Shadow Man (4.48)

Seven (Marius De Vries mix) (4.12)

Survive (Marius De Vries mix) (4.18)

Thursday’s Child (radio edit) (4.25)

I’m Afraid Of Americans (V1) (clean edit) (4.30)

Little Wonder (edit) (3.40)

Hallo Spaceboy (PSB Remix) (with The Pet Shop Boys) (4.23)

Heart’s Filthy Lesson (radio edit) (3.32)

Strangers When We Meet (single version) (4.21)



CD 2:

Buddha Of Suburbia (4.24)

Jump They Say (radio edit) (3.53)

Time Will Crawl (MM remix) (4.18)

Absolute Beginners (single version) (5.35)

Dancing In The Street (with Mick Jagger) (3.20)

Loving The Alien (single remix) (4.45)

This Is Not America (with The Pat Metheny Group) (3.51)

Blue Jean (3.11)

Modern Love (single version) (3.56)

China Girl (single version) (4.15)

Let's Dance (single version) (4.08)

Fashion (single version) (3.25)

Scary Monsters (And Super Creeps) (single version) (3.32)

Ashes To Ashes (single version) (3.35)

Under Pressure (with Queen) (3.56)

Boys Keep Swinging (3.17)

‘Heroes’ (single version) (3.35)

Sound And Vision (3.03)

Golden Years (single version) (3.27)

Wild Is The Wind (2010 Harry Maslin Mix) (5.58)



CD 3:

Fame (4.14)

Young Americans (2007 Tony Visconti mix single edit)  (3.13)

Diamond Dogs (5.56)

Rebel Rebel (4.28)

Sorrow (2.53)

Drive-In Saturday (4.29)

All The Young Dudes (3.08)

The Jean Genie (original single mix) (4.05)

Moonage Daydream (4.40)

Ziggy Stardust (3.12)

Starman (original single mix) (4.10)

Life On Mars? (2003 Ken Scott Mix) (3.49)

Oh! You Pretty Things (3.11)

Changes (3.33)

The Man Who Sold The World (3.56)

Space Oddity (5.12)

In The Heat Of The Morning (3.00)

Silly Boy Blue (3.54)

Can’t Help Thinking About Me (2.46)

You’ve Got A Habit Of Leaving (2.32)

Liza Jane (2.18)

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home