sábado, março 15, 2014

Insistência inútil

Como todos sabem, eu continuo amigo de minha ex-esposa. E espero que seja sempre assim. Pois já faz tempo que ela trocou de telefone e operadora. Só não conseguia cancelar o número antigo por uma razão muito simples: estava em meu nome. Então, a pedido dela, fui fazer o cancelamento. Já da primeira vez em que eu liguei para me informar sobre como proceder, foi uma conversa bem complicada. Não havia jeito de a atendente entender que não adiantava tentar me convencer a não cancelar, a decisão já havia sido tomada por outra pessoa e eu a estava apenas formalizando por ser eu o titular da linha. Eu explicava, mas era inútil. Ela vinha com mil argumentos e propostas. 

Ontem, por fim, compareci pessoalmente à Oi e solicitei o cancelamento. Fora uma espera de meia-hora, foi tudo bem tranquilo. A moça me avisou que o cancelamento estava cadastrado e eu logo receberia um telefonema de confirmação. 

De confirmação? Que ingenuidade a minha! 

À tarde chega a meu celular uma ligação da Oi. Lá vem a atendente com aquele discursinho treinado de que o telefone tem mais de 30 anos de uso, por que justamente agora cancelar, a Oi tem uma promoção, blá blá blá... E eu, novamente, tentando esclarecer que era outra pessoa quem estava usando a linha e até já contratou outra operadora, eu estou apenas atendendo a um pedido que ela me fez, já que o telefone está em meu nome... Mas não adianta, elas não desistem sem pelo menos dar uma insistida básica. Eu estava no corredor do local de trabalho e depois um colega me disse que eu "estava brabo". Nem lembro em que momento eu posso ter me descontrolado, mas pode ter sido quando ela me perguntou se eu "não conhecia ninguém próximo que pudesse assumir a linha". "Eu já lhe disse que nem moro mais nesse endereço!" Não sei se ela chegou a escutar, mas no final, quando ela repetiu a frase decorada "a Oi agradece sua ligação", eu falei na hora: "Foi você que ligou!"

Pra certas coisas eu realmente não tenho paciência. Não tenho mesmo.

3 Comments:

Anonymous Italo said...

O pior é que eu tenho até pena desses coitados que trabalham em telemarketing. Eles tem esse discurso porque são pressionados a vender mais pela chefia... as condições de trabalho nessas empresas de telemarketing são terríveis.

4:31 PM  
Blogger Emilio Pacheco said...

Há muitos anos, cancelei um serviço de Internet porque fiquei sem em um fim-de-semana e duas visitas agendadas para sábado e domingo não foram cumpridas. Quando eu liguei para pedir o cancelamento, já tinha até contratado outro serviço. Lá pelas tantas, depois de ouvir muita insistência, falei: "As empresas que mantêm seus clientes são as que honram seus compromissos, não as que oferecem desconto no caso de falha!" Eu sei que na prática não é bem assim, mas bem que poderia ser.

4:35 PM  
Anonymous Italo said...

Se a empresa é desonesta com os clientes, imagina com os seus próprios funcionários....

7:42 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home