quinta-feira, maio 17, 2012

Donna Summer

Sou fã de Donna Summer desde "Love to Love You Baby", que a Rádio Continental de Porto Alegre tocava em 1975, com gemidos e tudo. Ela foi uma rara unanimidade no universo da disco music, conquistando até mesmo o respeito dos críticos mais xiitas. Pudera, cantava muito bem e sempre gravou ótimas canções, com produção esmerada. Donna faleceu hoje, de câncer. Deixo aqui uma de minhas músicas preferidas do repertório dela, ainda que o vídeo-tape que achei no YouTube não esteja em perfeitas condições de conservação: "Love's Unkind".

4 Comments:

Blogger Teo said...

Emílio, nesse tempo dava gosto dançar nas discotecas. Hoje, com o techno e house, só "bombado" é que a gurizada balança o esqueleto. Afinal, o Ecstasy foi inventado para acelerar o coração ao ritmo da música techno... Eu sou um velho roqueiro, mas curtia dançar aquelas músicas disco. Nunca comprei nenhum LP desses, naquela altura, mas hoje tenho várias coletâneas em CD para animar festas que se façma lá em casa. ;-)

7:32 AM  
Blogger Emilio Pacheco said...

Eu tive uma fase de odiar discotheque e soul music, mas acabei sucumbindo. É que teve uma época em que SÓ se ouvia isso praticamente, então enjoava. O tempo filtra o que é bom e hoje tenho várias coletâneas do gênero.

8:31 AM  
Blogger Teo said...

É isso, somos fruto da mesma época, moramos na mesma cidade, tivemos influências similares e, pelo que parece, reações parecidas a esse fenômeno. ;-)

7:50 AM  
Blogger zealfredo said...

Fazendo propaganda: acabei escrevendo algo sobre Donna Summer em meu blogue também.

[ ]

10:48 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home