quarta-feira, dezembro 14, 2011

A volta de Hermes Aquino

Sim, o que os fãs tanto sonhavam finalmente aconteceu. Ontem, depois de mais uma edição do Sarau Elétrico no Bar Ocidente, em Porto Alegre, a canja musical ficou por conta de Hermes Aquino (de boina nas fotos). E, embora não tenha lembrado de anunciar durante a apresentação, ele avisou que fará show novamente no dia 18 de janeiro no Santander Cultural. Senhoras e senhores, o criador de "Nuvem Passageira" está retornando aos palcos. A julgar pelo entusiasmo do público, é uma volta triunfal.
A noite começou com o tradicional Sarau Elétrico, dessa vez tendo como tema o bairro Bonfim - exatamente onde se localiza o Bar Ocidente. Luis Augusto Fischer, Kátia Suman, Cláudia Tajes e Cláudio Moreno leram textos de vários escritores e contaram algumas divertidas histórias sobre o local.
Hermes abriu sua canja justamente com "Nuvem Passageira", iniciando pela estrofe final ("por isso agora o que eu quero é dançar na chuva", etc), e retomando a música do começo. Como anunciado, ele cantou acompanhado do violonista Léo Henkin, dos Papas da Língua. A seguir os dois apresentaram "Desencontro de Primavera". Para o terceiro número, o sucesso local "Machu Picchu", Hermes chamou Cid, "o Magnífico", para reforçar na percussão (é ele quem aparece na foto bem de cima, à esquerda). Mais adiante, foi convidado também o cartunista Cláudio Spritzer, do jornal As Hienas, que está bem à direita na foto acima.
O repertório incluiu ainda "Chuva de Verão", "Easy Rider" (composição do próprio Hermes), "Eu Quero Ser Teu Rei" e até "Namoradinha de Um Amigo Meu", de Roberto Carlos. "And I Love Her", dos Beatles, não foi surpresa, pois o músico sempre canta alguma composição do quarteto de Liverpool em seus shows, mesmo nas curtas participações em mostras coletivas (como nos tempos de "Mr. Lee", nos anos 70). Léo e Hermes apresentaram ainda a ótima cantora Vaness (sem "a" no fim, à direita na foto acima), que além de ter uma belíssima voz, ainda demonstra uma invejável pronúncia de inglês. A música que ela interpretou, "Why?", composta por Hermes, foi nesse idioma.
Por fim, mais um Papa da Língua subiu ao palco: o vocalista Serginho Moah, para o bis de "Nuvem Passageira". Outro Papa, o baterista Fernando Pezão, também estava no Ocidente, mas ficou apenas observando. "Vim pra te assistir", justificou depois a Hermes. Foi um show relativamente curto, por ser apenas uma canja, mas valeu. Hermes Aquino está de volta. Que venham mais apresentações e, quem sabe, CD e DVD.

P.S.: Abaixo está um vídeo com 15 minutos do show, incluindo o começo e a participação de Vaness.


Já este outro vídeo não foi gravado por mim, mas ficou muito legal, com os ônibus e o movimento da Osvaldo Aranha ao fundo dando um toque bem "portoalegrense":






Hermes na Rolling Stone

Hermes está voltando em boa hora: como este Blog já divulgou diversas vezes, os dois únicos LPs que ele lançou em toda a sua carreira estão saindo em CD pela gravadora Discobertas. Pois a Rolling Stone de novembro (nº 62), com Jô Soares na capa, traz uma nota sobre esses relançamentos, assinada por Paulo Cavalcanti. É claro que a citação do meu nome ao final não me deixou nem um pouco aborrecido!

1 Comments:

Blogger César Dieter said...

Valeu Emílio.
Um importante registro histórico.
Salve Hermes Aquino, um dos nossos grandes compositores. Feliz em vê-lo na ativa novamente.

8:57 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home