terça-feira, novembro 29, 2011

Ken Russell e a cena proibida de "Tommy"

Como todos já sabem, faleceu anteontem o diretor Ken Russell, aos 84 anos. Pois aí está ele no cenário de um de seus filmes mais memoráveis: "Tommy", adaptado da ópera-rock da banda The Who. Nessa matéria da Zero Hora de 9 de abril de 1976, o crítico Goida mostra fotos da cena que seria proibida nos cinemas brasileiros: a adoração a Marilyn Monroe ao som de "Eyesight to The Blind", interpretada por Eric Clapton (com participação de Arthur Brown). O curioso é que tanto os cartazes impressos no Brasil quando as chamadas veiculadas no rádio anunciavam a participação de Clapton. Apesar da censura 18 anos, o controle de idade foi bastante relaxado na portaria do Cine Imperial, em Porto Alegre, e eu consegui assistir ao filme com apenas 15 (e aparentando bem menos).

"Tommy" foi o filme mais marcante da minha adolescência. Aproveitando um relançamento anos depois, vi-o novamente várias vezes no cinema, chegando a ficar na sala para assistir a duas sessões seguidas. (Cliquem na imagem acima para ampliar e ler a matéria.)

2 Comments:

Anonymous zeca azevedo said...

Eu vi Tommy nos anos 70 no cine Imperial, mas já era relançamento. Acho que foi em 1978 ou 1979. Teve um tremendo impacto sobre mim e sobre os meus amigos. Não tínhamos tanto acesso a imagens dos nossos músicos favoritos favoritos naquela época, ver o filme era o equivalente a ir a um show. Eu era (ainda sou) fãzaço do Elton John e estava começando a descobrir o Who.

8:51 AM  
Blogger Emilio Pacheco said...

Foi nessa reprise que eu aproveitei pra rever o filme umas quatro vezes, no caso, ficando para ver o filme de novo duas vezes. Hoje não consigo ver mais o filme, as cenas de Tommy na infância me fazem mal, pela situação do meu filho.

7:37 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home