quinta-feira, março 08, 2018

A mística da sexta-feira

A imagem acima me lembrou de algo que escrevi nos primórdios do Blog. Agora fui conferir e, casualmente, foi a sexta postagem! Um colega meu comentou: "Eu queria que todos os dias fossem sexta-feira!" Ainda bem que não aconteceu como se vê nos filmes, em que um feitiço teria realizado o desejo dele. Aí o sábado não chegaria nunca!

As pessoas amam a sexta-feira. Mas, se os dias da semana tivessem sentimentos, o sábado teria razão de sobra para sentir ciúme. Afinal, é ele que nos faz felizes. Sexta-feira é um dia útil como qualquer outro, em que temos que acordar cedo e cumprir horário. Mas podemos virar a madrugada e dormir tarde. Por quê? Porque o outro dia é sábado! O mérito é todo do sábado!

Na verdade, a mística da sexta-feira advém de uma sensação maravilhosa, que é a expectativa de algo bom. A espera prazerosa. Não lembro que idade eu tinha, talvez oito anos, quando minha mãe comprou para mim um jogo de arco e flecha de brinquedo, com ponta de borracha, e uma Batlancha em miniatura. Mas eu só poderia realmente "tomar posse" deles no domingo de Páscoa. Nesse ínterim, eles ficaram no quarto da empregada. Então eu ia lá "namorar" meus presentes. Abria a gaveta e olhava com admiração para a Batlancha. Pegava o arco preso num suporte de papelão e simulava o gesto que eu faria quando estivesse de fato brincando com ele. Curiosamente, foram esses dias que ficaram marcados em minha memória. Lembro também da Páscoa em si, em que usei o arco e flecha pela primeira vez. Depois disso, já não recordo de muita coisa em relação a esses meus brinquedos.

Quando eu estava prestes a namorar minha futura (hoje ex) esposa, mãe do meu filho, falei sobre isso para minhas primas e observei: "A melhor fase do namoro é antes do namoro." Claro que não é uma frase que possa ser levada ao pé da letra. Se fosse assim, bastaria prolongar indefinidamente o período de aproximação para preservar ao máximo o clima da conquista. Ou, numa interpretação ainda mais literal, não começar nunca o relacionamento, para eternizar a suposta "melhor fase". Já vivi essa experiência, não por minha vontade, e garanto que é frustrante. A expectativa só se torna uma lembrança agradável quando se concretiza.

Por isso a sexta-feira é tão adorada por todos. Ela se aproveita descaradamente do sábado para permitir que as pessoas saiam e se divirtam à noite, sem hora para voltar. Depois da meia-noite, já é sábado. É no sábado que você fica na rua até tarde. É no sábado que você chega em casa em plena madrugada. Mas a sexta-feira continua levando a fama. E ouvem-se cantos de "thank God it's Friiiiidaaaaay" ou "hoje é sexta-feeeeira..." 

Em todo o caso, boa sexta-feira a todos. O sábado vai ser melhor ainda.

1 Comments:

Anonymous Anônimo said...

A chamada de um programa apresentado pelo Edegar Schimidt na Rádio Guaiba com o nome de Preliminar,levado ao ar antes das jornadas esportivas da emissora, dizia: "O melhor da festa é esperar por ela".Tudo a ver!Verdade!
Abraço.
Lasek

5:19 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home