sexta-feira, março 23, 2012

Chico Anysio


No dia 22 de outubro de 1971, aos dez anos, desembarquei no Aeroporto do Galeão acompanhado de meu irmão mais velho. Era a primeira vez que saía do Rio Grande do Sul. Como sabia que iria viajar no mesmo avião dos jogadores do Internacional, providenciei um livro de autógrafos e peguei assinatura de todos. No aeroporto do Rio de Janeiro, avistei Chico Anysio. Não tive dúvida: fui até ele e aproveitei para pedir também um autógrafo. Agradeci e ainda lembro da inconfundível voz metálica dele respondendo: "Disponha!" Depois minha mãe, com seu excesso de zelo e organização, acabou escrevendo por cima o local e a data.

Vou ser sincero: eu não era exatamente fã do Chico. Reconheço a importância e a genialidade dele, sua criatividade e versatilidade, mas o tipo de humor que ele fazia não sintonizava muito comigo. Sempre gostei mais de Jô Soares. O mais perto que Chico Anysio chegou de ser meu ídolo foi quando se lançou em 1974 ao lado de Arnaud Rodrigues com o grupo musical Baiano e os Novos Caetanos. "Folia de Rei" é uma canção belíssima. Tempos depois vim a saber que a carreira dele de compositor já vinha de antes. Consegui um LP de festival de 1968, "O Melhor de O Brasil Canta no Rio" - o mesmo que tem "O Gaúcho", de Raul Ellwanger - onde consta a faixa "O Jornal", de Chico e Arnaud, interpretada por Cynara e Cybele. O tema instrumental que abria um de seus programas também era de sua autoria.

Acho que foi em 1987 que assisti a um show dele no Teatro da OSPA. Chico era sem dúvida muito carismático no palco, mas das piadas que ele contou, só uma eu não conhecia. Já a Escolinha do Professor Raimundo foi uma ideia genial, um verdadeiro "Ovo de Colombo" que deu certo e foi imitado.

Chico Anysio morreu hoje à tarde. Mais uma perda para a TV brasileira.

2 Comments:

Blogger zealfredo said...

Olá, Emilio,

Vim colocar meu spam aqui por conta de uma certa semelhança de abordagens a respeito do mesmo assunto: http://novasvoltasemtornodoumbigo.blogspot.com.br/2012/03/chicoanysio-1931-2012-esta-tarde-foi.html.

[ ]

12:51 AM  
Blogger Emilio Pacheco said...

Zealfredo, links para o seu blog nunca são spam. Interessante a sua observação de imaginar que um humorista não precisaria de psiquiatra. Você diz que humoristas também são artistas. Ao que eu acrescentaria: e artistas também são seres humanos como quaisquer outros, com defeitos e qualidades. Apenas possuem talentos que os distinguem e atraem admiradores.

5:13 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home