segunda-feira, setembro 29, 2008

A palavra que falta

Um dos aspectos fascinantes de se aprender uma língua estrangeira é descobrir que nem tudo tem tradução perfeita. Existem coisas que se dizem em inglês que não se exprimem em português. E vice-versa. E assim pode acontecer entre diversos pares de idiomas, mesmo os mais assemelhados, como português e espanhol. Daí se percebe que, se as palavras são poderosas, são também limitantes. Só conseguimos pensar naquilo que podemos expressar com palavras. Nosso potencial para idéias abstratas se acomoda ao molde dos vocábulos de nosso idioma. E quando aprendemos uma língua estrangeira, à medida que avançamos, vamos descobrindo outros conceitos que inexistem no vocabulário pátrio.

Já escrevi aqui no blog sobre o verbo "care" e a gama de significados que carrega. "Care" por alguém significa querer bem, preocupar-se com a pessoa, importar-se em saber se ela está legal. Pode ser também amar ou gostar. "I care for you." Pode ou não ser uma declaração de amor, dependendo do contexto.

Outra expressão curiosa em inglês é "to know better". Quem não conhece a música "I Should Have Known Better", dos Beatles? "To know better" (literalmente "saber melhor") não tem tradução perfeita, o que dificulta a sua definição. Mas a idéia em si, uma vez captada, torna-se clara. O dicionário Michaelis exemplifica com a frase "I know better than that", traduzida como "eu não caio nessa". Um sujeito que "knows better" é alguém esperto, perspicaz, que enxerga além da superfície, é capaz de prever as conseqüências de certos atos e por isso se previne. A música dos Beatles começa com a frase: "I should have known better with a girl like you." Ou seja: eu deveria ter sido mais esperto com uma garota como você. Deveria ter imaginado o que iria acontecer. "That I would love evertything that you do". Que eu iria adorar tudo o que você faz. Uma pessoa que "knows better" enxerga na frente.

Pois o suposto fracasso da lei seca no trânsito me faz lembrar de um verbo que existe em inglês, mas não em português: "to enforce". O significado é simples: fazer cumprir. Exigir o cumprimento, aí se incluindo fiscalizações e outros procedimentos acessórios. Há também o substantivo "enforcement" e a expressão "law enforcement". Aí eu me pergunto se não será sintomático. Se a falta de um verbo em português para traduzir "enforce" não decorra justamente da inexistência da ação respectiva. Por que criar um verbo para expressar o que não se faz na prática? É de se pensar.


Leia também: O verbo "care"

1 Comments:

Blogger Ira said...

Hi Emílio, how are you doing?

I've just read your post and I loved it. I was looking for a definition to this sentence a few months ago,actually I found it, but couldn't remember today, cause you know, when we are learning a new language we overload our minds with tons of new words, so it's humanly impossible to keep them all.So I was listening to an old song (a tacky one), Should have know better by Jim Diamond, (do you know him?), and again I was curious about its meaning. I just would like to say to you: great explanation and great post.
Do you have twitter?

Cheers,

2:24 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home