segunda-feira, dezembro 25, 2006

Direto de Capão da Canoa

Achei! Achei um cybercafé no centro de Capão da Canoa! Agora são 11 da noite do dia 25 de dezembro. Acho que esta é a primeira vez que venho para a praia no Natal. E, pelo visto, pouca gente vem nesta data, mesmo com feriadão. Natal é pra se passar em casa, com a família. E o dia 24 é para fazer as compras de última hora. Vai daí que a praia, se não está exatamente vazia, não chega a lembrar alta temporada. Já o Ano Novo é diferente. Não é só a entrada do ano, mas também a inauguração oficial do veraneio.

Eu pretendia postar fotos, mas este computador não reconheceu minha Sony como unidade. Fica para a volta. Fazia cinco anos que eu não vinha para cá. Algumas coisas mudaram. Não tem mais o Hotel Riograndense no centro de Capão. Em seu lugar está um shopping. Também não tem mais o Pastelão, substituído por uma loja de presentes e brinquedos. Felizmente, ainda existe o restaurante Juremas, que continua servindo o melhor filé à milanesa com fritas do mundo. Sim, eu sei que estou de dieta. Mas depois de cinco anos, a saudade foi maior. E eu ainda uso aquele molho verde da entrada para misturar com o bife. Fica uma delícia. Mas também foi só. A próxima vez, só no ano que vem. Ou daqui a cinco anos.

Eu e minha namorada estamos numa pousada na chamada "zona nova" de Capão. Tão nova que já deve ter uns 30 anos, talvez 40. São as quadras que ficam depois do Centro, em direção a Araçá. Acho que antigamente era chamada de "Capão Novo", até que criaram uma praia com esse nome lá no início dos anos 80, então apenas o nome "zona nova" permanece. Ontem dei uma passada de carro por Atlântida, para rever os locais da infância. As casas estão todas isoladas por cerca. Acabou aquela tranqüilidade de atalhar pelo terreno do vizinho. Também não existe mais o "chopinho", no centro de Atlântida.

Outra saudade que eu pretendia matar era do Yogurte Caseiro Gaúcho, que já há alguns anos se mudou definitivamente para a Estrada do Mar. Mas estava fechado. Mais detalhes quando eu puder postar fotos, pois aí vocês vão entender por que fiquei indignado.

Até mais.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home