domingo, abril 30, 2006

Billy Vaughn em CD

Às vezes penso que, mesmo que eu quisesse aderir à chinelagem do CD pirata, seria complicado. Certos itens que eu procuro o camelô da esquina nem sabe que existem. Só o imagino me olhando com aquela cara de ponto de interrogação. "Billy Vaughn? Posso conseguir para o senhor." Aí eu passaria pelo calvário de pelo menos tentar explicar-lhe que não estou interessado nas coletâneas de Vaughn lançadas em CD no Brasil. São todas fajutas, com regravações que a orquestra fez mais tarde, a partir dos anos 70, e deve haver pelo menos uns três CDs com o nome de "La Paloma". Nenhum é o legítimo da época. As melhores gravações de Billy Vaughn foram as que ele fez para a DOT nos Estados Unidos, lançadas no Brasil em vinil pela RGE. Essas até existem em CD, mas só importado. E é preciso saber escolher para não levar gato por lebre.

Tive meu primeiro contato com Billy Vaughn em 1973, aos 12 anos. Meu pai ganhou um toca-fitas para o carro e saiu para comprar fitas gravadas para estrear o brinquedo novo. Entre os títulos escolhidos estava um cassete de nome "Olhando Estrelas", de Billy Vaughn. Mais tarde eu vim a saber que o título original era o mesmo de uma das músicas, "Look for a Star", que era tema de um programa da Rádio Itaí. Embora eu já estivesse começando a gostar de rock, apaixonei-me por aquela sonoridade suave e melodiosa da orquestra de Vaughn. Na era do CD, durante anos, meu sonho era que o LP "Look for a Star" tivesse relançamento no novo formato. Inicialmente, tive que me conformar com uma coletânea americana que tinha "Look for a Star" em sua gravação original e outras bem interessantes, mas não a minha faixa preferida do disco: "Snowfall". Pois a espera está prestes a terminar: em junho, "Look for a Star" sai em CD nos Estados Unidos pelo selo Collector's Choice.

Na verdade são seis LPs de Billy Vaughn relançados em três CDs "dois em um" (conhecidos em inglês como "twofers"). Os pares serão: "Look for a Star/A Swingin' Safari", "Sail Along Silv'ry Moon/Blue Hawaii" e "Theme from a Summer Place/Theme From the Sundowners". Outro objeto de desejo dos fãs de Vaughn, esse bem mais caro, é a caixa de seis CDs "Sail Along Silv'ry Moon", lançada originalmente na Alemanha. O LP de mesmo nome que consta no lançamento "2 em 1" está também na caixa, mas nem todas as faixas de "Blue Haiwaii" entraram, de forma que os completistas não poderão dispensar o CD avulso.

Seria ótimo se alguma gravadora brasileira bancasse o lançamento desses CDs todos em edição nacional, para aliviar nossos bolsos. Billy Vaughn sempre teve bom público por aqui, bem como Paul Mauriat, Frank Pourcel, Henry Mancini, Percy Faith e Ray Conniff. Mas, se não sair, a solução é importar, mesmo, bancando o preço do dólar e a taxa de importação. Nem percam tempo com camelôs: eles não vão saber sequer onde procurar material desse nível. A pirataria e o seu público-alvo se merecem.

1 Comments:

Blogger Sítio do Iran said...

Você consguiria me dizer qual era a música qassobiada que faziz o fundo musical do clube dos namorados da Rádio Itaí (Dona da Noite)? Meu email é iran.garayp@gmail.com

8:10 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home