sábado, agosto 02, 2014

Problema de atualização

Quando fui buscar meu carro novo, no começo do ano, a moça que fez a entrega me perguntou se eu queria manter ativado o air bag do lado direito. Respondi que não. Ela o desativou. Mas, nos últimos tempos, passei a ter uma passageira frequente naquele assento (meu filho vai sempre no banco de trás, desde pequenininho), então mudei de ideia. Pensei em aproveitar a troca de óleo dos seis meses e pedir que os técnicos da própria concessionária fizessem a reativação para mim. Lei do menor esforço? Talvez. Mesmo eu não estou imune à preguiça de ler manuais. Às vezes ela também me atinge.

Depois da troca de óleo, o mecânico foi configurar o menu do painel para ligar o air bag. Mexeu, mexeu, mas não conseguiu. Chamou um colega. Esse também fuçou, fuçou, mas não teve sucesso. Quando um terceiro igualmente fracassou na tarefa, o primeiro que havia tentado falou:

- Estranho, seu air bag deve estar com defeito. 

Eu já comentei, apavorado:

- Componente eletrônico não tem conserto!

Ele me tranquilizou:

- Se precisar, é só trocar o painel. Está na garantia.

Trocar o painel? Numa fração de segundo, já antevi a série de incomodações que eu poderia ter se mexessem em uma parte tão sensível do carro. Hoje é tudo digital. Se falhar, quem detém o conhecimento para efetuar um conserto eficaz? Um dos rapazes falou:

- Pode ser problema de atualização.

No impulso, respondi:

- Duvido que seja isso!

Como eu pude fazer essa afirmação, se não entendo nada de automóvel? Foi, digamos, intuição. "Problema de atualização" me soou como aquelas desculpas esfarrapadas dos técnicos de informática quando não conseguem resolver o problema de nossos computadores. "Seus drivers devem estar corrompidos", "atualize o software", "melhor reinstalar tudo" e outras orientações semelhantes. De qualquer forma, eles fizeram uma conexão diretamente no painel do carro para tentar achar alguma coisa. Um deles disse que não estava sendo possível acessar o sistema no momento, mas que me ligariam até o dia seguinte para me informar se havia alguma atualização a fazer.

Não recebi telefonema nenhum. A não ser, dias depois, a ligação de uma moça perguntando como tinha sido o atendimento na troca de óleo. Claro que falei no air bag. Ela me prometeu que tomaria providências. No dia seguinte, o mecânico que havia feito minha troca de óleo me telefonou. Pediu que eu agendasse uma visita para tentar achar uma solução. Respondi que, no momento, estava sem horário, mas que oportunamente retornaria.

O que eu não contei pra eles é que, nesse ínterim, eu fiz o que já deveria ter feito desde o início: li o manual. E tive a impressão de que eles é que não souberam executar o procedimento corretamente. Hoje, finalmente, de manual em punho, óculos para perto e num local bem iluminado, segui as instruções, passo a passo. Bingo! Funcionou! Consegui acionar o air bag do lado direito! E ainda fiquei alguns segundos ativando e desativando, feito criança, só para ver a luz indicadora acender e apagar e ter certeza de que eu sabia fazer!

Incrível, não? Três técnicos da concessionária que me vendeu o carro não conseguiram solucionar a questão. Eu, que não entendo nada de automóvel, fui bem sucedido. Acho que vou lá ensinar para eles como se faz. O que estava acontecendo, no caso, é que eles chegavam na tela de confirmação e se perdiam completamente. Achavam que não tinha dado certo. Não percebiam que ainda havia mais uma etapa a percorrer: abaixo do "Conf." aparece um "no" que tem que ser trocado para "Yes", confirmando a alteração. Aí, sim, está concluído o processo. E a luz indicativa de air bag acende ou apaga, conforme o que se pretende.

O mais irônico é que, no final de tudo, percebi que eu estava errado. Era, sim, problema de atualização. Mas não do painel do carro! Os mecânicos da concessionária é que precisam se atualizar e aprender a configurar o painel do automóvel num sistema digital.

2 Comments:

Blogger Cléia Vargue said...

Realmente, este tipo de situação, nos deixa inseguros, pois são os técnicos de uma AUTORIZADA, que deveriam saber solucionar todo e qualquer problema, simplesmente desconhecem o próprio manual.
Que bom que a preguiça deu uma trégua e em menos de 5 minutos, resolveu uma questão muito complicada aos técnicos. Tua passageira agradece a atenção. Bjo meu bem.

7:30 PM  
Blogger zealfredo said...

E a gente pensando que com um carro novo, e os serviços de concessionaria e garantia de fábrica, nossos problemas acabariam...

9:37 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home