domingo, julho 15, 2012

Outra crase indevida

Hoje li o seguinte título em um site de notícias:

Filha de guerrilheiros foi entregue à família que apoiava ditadura argentina 

Aqui, cabe a pergunta: havia somente uma família no mundo inteiro que apoiava a ditadura argentina? Acho que não, né? Então, não há crase, pois não se usa o artigo feminino "a" nesse caso. Com certeza o acento foi colocado por um "decorador de regrinhas", daqueles que pensam automaticamente: "se é palavra feminina, tem crase". Por isso eu digo que é preciso entender a crase. Mais do que isso, é preciso senti-la. Ela não é um acento que se coloca arbitrariamente após aplicar-se uma fórmula, ela é a fusão de dois "aa" num só. Ela tem lógica.

Para outro caso de crase indevida colocada por um "decorador de regrinhas", cliquem aqui. E, para uma tentativa de explicar o que é realmente a crase sem recorrer a macetes, cliquem aqui.

1 Comments:

Anonymous Ricardo said...

Acho que entender a ocorrência da crase a partir de casos em que não ocorre a crase é mais complica. Afinal, tudo que o estudante precisa entender é que a crase nada mais é que o encontro do artigo com a preposição... parabéns pelo blog. Obrigado pelo espaço de comentários.

9:15 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home