domingo, março 14, 2010

Domingo

Desculpem a longa ausência. Tenho estado ocupado, como sempre. E a tendência é me ocupar ainda mais, se puser em prática alguns planos que tenho para este ano. Vamos ver.
- * -
A morte do chargista Glauco traz à tona a polêmica sobre a seita do Santo Daime, recentemente legalizada no Brasil. Na Faculdade de Jornalismo eu fiz uma matéria sobre um centro daimista de Porto Alegre. Eu queria assistir a uma sessão sem ingerir o elixir, mas não me foi permitido. O jeito foi buscar as informações com entrevistas. Ouvi o "padrinho" e depois conversei com dois amigos meus que participaram. Um deles detestou, teve uma experiência horrível. Ou, nas palavras dele, uma "bad trip". Não voltou mais. O outro era fã dos efeitos do elixir, que na opinião dele realmente intensificava a percepção e levava a uma consciência superior. Mas não curtia o aspecto religioso do ritual, que o obrigava a cantar e dançar. Se pudesse, ele gostaria de puder tomar o Daime em casa, mesmo.

-*-
Estou bem entusiasmado com as séries de CDs "Original Album Classics", da Sony, e "Original Album Series", da WEA/Rhino. A ideia é simples: relançar em CD cinco álbuns (o antigo "LP") em uma caixinha, a preço promocional. É uma pena que, no Brasil, só tenham saído os títulos de jazz da série Classics. Podiam lançar os outros, também: Carole King, Harry Nilsson, Lou Reed, Hall & Oates, Patti Smith, Cyndi Lauper e muitos mais. Já a "Series" inclui Spinners, Bread (os cinco primeiros álbuns, só fica faltando "Lost Without Your Love" para completar a discografia), Cars, Chaka Khan, Pretenders, Linda Ronstadt, Rod Stewart, Foreigner, Foghat e outros tantos. O legal desse formato é que ele se agrega a qualquer coleção de forma "ortogonal", ou seja: como são discos originais na íntegra, você só precisa comprar os que faltam, se quiser seguir adiante na obra do artista. Não é como uma coletânea, em que, se você se sentir motivado a buscar os álbuns individuais, vai ter que começar do zero e acabar com várias faixas repetidas no seu acervo.
Acreditem se quiserem, eu comprei vários dos títulos de jazz que saíram no Brasil. E estou adorando todos, uns mais do que outros, obviamente. Acho que virei fã de Thelonious Monk. Dos outros estilos, que só estão disponíveis importados, já tinha comprado o da Agnetha, do ABBA. Breve devem chegar Harry Nilsson e Carole King.
-*-

Essa foto é da última vez em que fiz (ou tentei fazer) um churrasco. Foi em dezembro de 2007, em Capão da Canoa. Pois hoje, depois de um longo recesso, farei nova tentativa. Vamos ver no que dá.

-*-

Bom domingo a todos!

1 Comments:

Blogger Guilherme said...

Comprei o da Mahavishnu Orchestra e da Weather Report. Sinto falta de alguma coisa com o Return to Forever.
Onde compras os importados? Amazon?

5:24 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home