quinta-feira, março 16, 2006

Vendedores

A vantagem de se manter informado via Internet é que a gente fica sabendo com antecedência dos livros e CDs que vão ser lançados. A desvantagem é que, na prática, não adianta nada, isso não faz as lojas receberem a mercadoria mais cedo. E acho que não existe categoria com distância maior entre o conhecimento que tem e o que supõe ter do que a de vendedor. Vendedor não conhece nada e pensa que conhece tudo. Já tive várias experiências curiosas por causa disso. Há alguns anos, entrei numa livraria e perguntei:

- Vocês têm o livro "Eu Não Sou Cachorro Não"?

O vendedor se segurou para não rir. Isso é nome de livro que se pergunte? – deve ter pensado. Mas o livro existia, apenas ainda não tinha sido distribuído aos pontos de venda. Quando o tal vendedor o enxergou com os próprios olhos, deve ter-se lembrado de mim.


Anteontem aconteceu de novo. Passei em várias livrarias do centro de Porto Alegre e quis saber:

- Vocês têm o livro "Caiu na Rede"?

Novamente, deparei-me com aqueles olhares cheios de pontos de interrogação. O raciocínio deles é simples: se eles não conhecem o livro, é porque provavelmente não existe. Eu é que estou delirando. Nunca esqueço, nos anos 80, quando recortei um anúncio da revista Rolling Stone mostrando o livro "Stardust, the David Bowie Story", de Henry Edwards e Tony Zanetta. Mostrei o recorte para o gerente de uma livraria importadora que hoje não existe mais. Ele, que sempre me atendeu com descaso e pouca atenção, se transformou:

- Não! Estranho... Nunca ouvir falar desse livro! Já tivemos livros sobre David Bowie, mas desse eu nunca tinha ouvido falar... Que engraçado!

Ali tive a certeza de que os lojistas, sejam gerentes ou simples vendedores, acham mesmo que conhecem tudo. Quando comprei meu aparelho de videodisco em 1990, minha ex-esposa comentou esse fato com um colega que era proprietário de uma locadora de vídeo. Ele quis discutir com ela que isso não existia. Afinal, ele, como dono de locadora, sabia tudo de vídeo. Que história é essa de videodisco? Na hora do almoço ele foi até a Casa dos Gravadores para conferir que geringonça era aquela. Acabou se convencendo.

Ontem, mais uma vez, vivenciei um episódio semelhante. Entrei em uma loja de CDs e perguntei:

- Vocês têm o CD do Seu Jorge em que ele canta músicas do David Bowie?
- Seu Jorge cantando músicas do David Bowie????

Eu também acharia estranho se não soubesse, mas foi o diretor Wes Anderson, em seu filme "A Vida Marinha de Steve Zissou", quem teve a idéia de criar um personagem chamado Pelé dos Santos que vive cantando músicas de Bowie em português. O resultado foi um CD só com essas músicas. A edição nacional ainda está por chegar nas lojas, mas já está sendo anunciada na Internet. Em outra loja, recebi a resposta:

- Que eu saiba o Seu Jorge está sem gravadora.

Em outra:

- Não tem nada do Seu Jorge em CD, só o DVD com a Ana Carolina.

Enfim, saber antes do que vai ser lançado em livro e CD só serve pra gente ficar ansioso, pois não acelera nem um pouco o momento da compra. E a gente ainda passa por louco na frente de vendedores que sabem pouco e pensam que sabem muito.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home