quinta-feira, março 31, 2016

A manifestação pela democracia

Bem que eu tentei desconsiderar as manifestações, alegando que já me expressei na urna e que o resultado da eleição tem que ser respeitado. Mas hoje senti que eu tinha que me posicionar. Que aqueles que pretendem defender a democracia não podem se omitir completamente. Então me agreguei às pessoas que se reuniram na Esquina Democrática, em Porto Alegre. Peguei um ônibus mais ou menos às 19:30 e cheguei ao centro pouco antes das 20 horas.
Foto copiada do Facebook de um amigo. Esta faixa me emocionou. Percebi que estava em uma demonstração em que os participantes conhecem História do Brasil. Isso faz toda a diferença.

Encontrei minhas amigas Nereidy e Margot, ambas ex-alunas do Pio XII, como eu.
Eu e Rogério Frantz, colega de trabalho já aposentado.
Está de costas, mas dá pra identificar Raul Pont à esquerda, de camisa branca.
Aproximadamente às 20 e 30, teve início a caminhada até o Largo da Epatur, seguindo pela Borges de Medeiros.









A esquina da Cinemateca Capitólio.


Chegando ao Largo pela José do Patrocínio.


Mais dois ex-alunos do Pio XII que encontrei por lá: Arienei e Sílvio.
O caminhão de som já devidamente instalado no Largo da Epatur. Meu comparecimento a esse evento não foi por Dilma, por Lula ou pelo PT: foi pela democracia. Pelo respeito ao processo eleitoral. Somos todos brasileiros e pudemos votar. Eu espero continuar votando, na certeza de que as urnas permanecerão soberanas na escolha de nossos governantes.

2 Comments:

Blogger José Elesbán said...

Tamo junto, Emílio. Estive por ali por bem pouco tempo, logo depois das 18.
Tive conhecidos que foram até o Largo Zumbi dos Palmares.
O Governo Dilma tá ruim, mas é o que se tem até a próxima eleição.
Abraço.

9:03 PM  
Blogger Emilio Pacheco said...

É bem por aí, José. Governo ruim não é desculpa para jogar a democracia pela janela. Um grande abraço.

5:28 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home