sábado, dezembro 12, 2015

O Centenário de Frank Sinatra

Durante a semana eu anunciei que hoje, 12 de dezembro, seria o aniversário de um "sujeito especial e talentoso". Obviamente eu estava me referindo a Frank Sinatra! Este é o ano em que se comemora o centenário do inesquecível cantor. E as celebrações no mundo inteiro começaram cedo. Em 4 de março, no Lincoln Center, em Nova York, estreou a exposição "Sinatra: An American Icon", com duração prevista para seis meses. O documentário "Sinatra: All or Nothing at All" foi exibido na HBO americana nos dias 5 e 6 de abril e hoje já está disponível em DVD e Blu-ray, com duração de quatro horas. A coletânea "A Voice on Air (1935-1955)", com quatro CDs, inclui diversas gravações do cantor para o rádio, incluindo sua primeiríssima participação como parte do quarteto The Hoboken Four (Hoboken, em Nova Jérsei, é sua cidade natal). Várias biografias e livros sobre Sinatra estão sendo lançados ou relançados em edições revistas e atualizadas.

Não sou expert em Sinatra. Faz menos de cinco anos que comecei a me interessar por ele. Não está nos meus planos adquirir todos os seus álbuns, pois são muitos. Mas já tenho um material razoável. Seria uma árdua tarefa sintetizar toda a sua carreira neste Blog - e nem tenho conhecimento para tal - , então optei por enumerar algumas curiosidades, sem pretensão de esgotar o tema. 

- Frank Sinatra começou como crooner da Orquestra de Harry James em 1939. Em 1940, já estava com a Orquestra de Tommy Dorsey. Em 1943, participou de sua primeira sessão de gravação na Columbia Records, já como solista. - Nos anos 40, Sinatra era cantor de um programa de rádio intitulado "Your Hit Parade", que apresentava sucessos da parada. Quando o tema do "Pica-Pau" chegou ao primeiro lugar, o grande intérprete foi obrigado a cantá-lo, com "he-he-heee-he" e tudo!
- No tempo do 78 RPM, sinfonias e peças eruditas em geral tinham que ser lançadas em vários discos, agrupados em "álbuns" - daí a origem do termo futuramente usado para LPs e outros formatos incluindo várias músicas. Frank Sinatra foi possivelmente o primeiro a lançar um "álbum" no universo da música popular. The Voice of Frank Sinatra saiu em 1946 e continha quatro discos de 78 RPM, totalizando oito faixas.
- Em 1953, num momento em que sua carreira andava em baixa, Sinatra literalmente implorou para fazer um teste para o papel de Angelo Maggio no filme "A Um Passo da Eternidade", oferecendo-se para trabalhar por uma quantia irrisória. Não só foi contratado, como ganhou o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante. O cinema não era novidade para o artista, mas seus papéis eram normalmente despretensiosos, como pretexto para cantar. A partir dessa conquista, Sinatra passou a ser levado mais a sério como ator. 

- Com sua popularidade revitalizada, Sinatra estreou na gravadora Capitol na mesma época. Foi lá que começou a trabalhar com arranjadores como Nelson Riddle e desenvolver o seu estilo de "swing".

- Em 1960, o cantor decidiu ter sua própria gravadora, para obter maior liberdade na escolha do seu material. E fundou a Reprise. Mas a administração de um selo se tornou um peso para ele e Sinatra acabou vendendo a Reprise para a Warner Bros Records em 1963.

- O CD Sinatra Jobim, the Complete Reprise Recordings supostamente inclui todas as sessões realizadas por Frank Sinatra e Antônio Carlos Jobim em 1967 e 1969.
- Em outubro de 1973, Frank Sinatra retornou de uma "aposentadoria" que havia anunciado em 1971. O título do LP dizia que o velho "Olhos Azuis" estava de volta. Só que o cantor nunca tivera o apelido de "Olhos Azuis". Mas a ideia deu certo e muitos acreditaram que Sinatra fosse o velho "Olhos Azuis" desde pequenininho.
- Uma das músicas hoje mais lembradas do repertório de Frank Sinatra só veio a ser gravada por ele em 1980, no álbum triplo Trilogy - Past Present Future: o tema de "New York, New York".

2 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Além de Sinatra, hoje também é o aniversário de Silvio Santos, Emílio Pacheco e minha mãe Lúcia!
Abr.
Lasek

12:27 PM  
Blogger Emilio Pacheco said...

E de Émerson Fittipaldi, também!

1:03 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home