quinta-feira, maio 23, 2013

Grande Charles Aznavour

Um auditório Araújo Vianna lotado, com público predominante acima de 50 anos (meu caso), assistiu ontem a um surpreendente desempenho de um senhor francês que completava 89 anos na data. Faltou uma comemoração organizada com bolo e velas. A plateia até cantou um "Parabéns a Você" de forma desordenada no final, mas ficou nisso. Valeu a intenção.
Charles Aznavour entrou no palco às 21 e 7, mostrando que a pontualidade francesa pouco fica devendo à britânica. Sua figura não esconde a idade, mas a voz continua perfeita, talvez até aprimorada pelo "veludo" dos anos, como ocorre com alguns cantores. Chama a atenção também sua vitalidade e energia, movimentando-se com leveza no palco. Para minha decepção ele interpretou "The Old-Fashioned Way" em sua versão original em francês ("Les Plaisirs Démodé"), então não pude cantar junto. É normal que ele prefira o seu próprio idioma, mas a gravação em inglês foi a que fez sucesso mundial, em parte graças ao filme "O Caso dos Dez Negrinhos". E, no caso de "Que C'est Triste Venise", ele optou pela letra em italiano, "Com'è Triste Venezia". Já "She" só poderia ser mesmo em inglês.
A apresentação terminou pouco antes das 10 e meia, com aplausos efusivos, mas sem bis. Várias fãs aproveitaram para lhe entregar flores na despedida. Se Charles Aznavour continuar assim, fazendo shows com vontade e emoção, poderá chegar aos 100 anos!

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home