quarta-feira, dezembro 26, 2012

Kindle com e-ink

Eu disse que iria comprar um Kindle "no ano que vem", mas acabei aproveitando as vendas no Brasil. Mas o que me deixou bastante impressionado foi essa tecnologia "e-ink" (tinta eletrônica). A tela não emite luz e realmente tem o aspecto de uma impressão em papel. Essa imagem, por exemplo, foi colocada na tela depois que o aparelho foi desligado. E ali ficou. Assim também, havia outro desenho quando abri a embalagem. Pensei que fosse alguma película que eu tivesse que remover, mas não, a gravura sumiu assim que o dispositivo foi ligado. Ainda vou pesquisar melhor como isso funciona, mas achei realmente curioso. Uma tecnologia em que a tela não brilha e a imagem fica retida sem necessidade de energia. Isso poderia ser usado para quadros com resultados bem interessantes.

P.S.: 1) Cada vez que o aparelho é desligado, deixa uma imagem diferente na tela.

2) Os botões que viram as páginas ficam embutidos ao lado do aparelho, nas bordas. Demorei a descobrir isso. Tanto do lado esquerdo quanto do direito há botões para avançar e retroceder, facilitando o manuseio.

3) Neste modelo, é necessária uma conexão Wi-Fi para fazer o cadastramento no site da Amazon. Como eu não tenho, fui na casa de minha irmã providenciar isso. Depois do registro feito, os e-books podem ser baixados do site da Amazon para posterior transferência via cabo USB, usando o Kindle como dispositivo externo do computador. Ou seja: eu vou poder comprar e baixar livros mesmo sem ter Wi-Fi. Existem outros modelos com conexão 3G, mas esse, por enquanto, é o que está à venda no Brasil.

4) Eu cadastrei o meu Kindle na minha conta da Amazon americana, de forma que não sei quais são as peculiaridades de uma conta brasileira. Segundo matéria que saiu na revista Época, quem se registrar na Amazon do Brasil não terá acesso aos jornais estrangeiros (mas para isso, sim, é preciso Wi-Fi) e ao recurso do Cloud Reader, para ler os livros no próprio site pelo computador.

1 Comments:

Anonymous Cleomar Santos said...

Emílio, também recebi o Kindle. Agora estamos livres do peso de livros com mais de 500 páginas. Gostei muito do dicionário, isso elimina aquela preguiça para pesquisar. Outro ponto positivo, sendo leve e fino, cabe no bolso da calça, facilitando o acesso para lermos em qualquer lugar, já li até no elevador.
Abraço.

8:31 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home