sábado, julho 09, 2011

Techera no Opus 6

Algumas das músicas que eu ouvia na Rádio Continental, nos anos 70, estão vivas na minha memória até hoje. Mesmo aquelas que eu não escuto há mais de 30 anos. As gravações de artistas gaúchos que eram divulgadas no programa de Mr. Lee (o radialista Júlio Fürst) foram especialmente marcantes para mim. Ali se ouviam, por exemplo, as concorrentes do Musipuc, onde Júlio costumava garimpar novos talentos para divulgação.

Em 1976, houve duas vencedoras. Uma delas foi "Não Demora", de Fernando Ribeiro e Arnaldo Sisson. A outra foi "O Tempo, o Barco e o Vento", de Eduardo Porto. A música de Fernando não só foi lançada em disco como a gravação ao vivo que a Continental tocava foi resgatada por meu amigo Luiz Juarez Pinheiro, numa série de arquivos mp3 que hoje circulam entre colecionadores. Mas a outra vencedora, apresentada pelo grupo Opus 6, eu ouvi pela última vez em 1976, mesmo. No entanto, alguns de seus trechos não se apagaram de minha lembrança, em especial o refrão e o arranjo de flauta.

Anos depois, no começo dos anos 90, um colega meu com quem eu já vinha conversando sobre os mais diversos assuntos por um bom tempo me falou que havia participado desse festival. E que era ele quem tocava flauta em "O Tempo, o Barco e o Vento". O quê? – eu pensei! Aquele arranjo de flauta que nunca mais saiu de minha lembrança havia sido tocado por aquele cara ali com quem eu já vinha trabalhando no mesmo ambiente havia um ou dois anos? Mundo pequeno. Eu nem sabia que ele havia sido músico em algum momento da vida.

Acho que todos nós temos um lado meio "São Tomé". Eu confesso a vocês que, ao me deparar com a matéria do Musipuc em questão em minhas pesquisas, fui conferir o nome dos integrantes do Opus 6. Tá lá: Eduardo Mello. Na verdade nós o conhecíamos pelo nome do meio, Techera ("com ch, sem i", como ele sempre tinha que enfatizar). É ele quem aparece à esquerda na foto acima.

Techera já não está entre nós. Era um cara do bem. Um abração onde estiveres, amigo. Fica aqui esse registro do teu passado de músico que teus colegas de trabalho não conheceram.

2 Comments:

Blogger Mel said...

Você me fez chorar agora! Muito obrigada :)

9:17 AM  
Blogger Marcelo M. Mello said...

Obrigado por manter a memória viva.

Emocionante.

Marcelo Moura Mello

9:55 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home