terça-feira, outubro 25, 2011

Educação

Não lembro com certeza quando foi que vi pela primeira vez um anúncio com os dizeres: "Minha educação depende da sua". Mas claro que foi no caixa de algum boteco qualquer. Depois disso encontrei de novo, diversas vezes, o mesmo aviso. A primeira impressão que me causou foi de antipatia. Quem já começa recebendo assim não me parece ser um atendente de bom trato, com preparo para lidar com clientes. Infelizmente, há pessoas de baixo nível por toda a parte. E dos dois lados do balcão.

Mas aquela frase ficou gravada em minha memória. E inevitavelmente me lembrei dela quando vi outra similar, dizendo que devemos tratar as pessoas como nos tratam. É a mesma linha de raciocínio expressa sob outro ângulo. Será mesmo?

É verdade que ninguém é de ferro. Muitas vezes nos descontrolamos e dizemos coisas que depois nem acreditamos ter sido capazes de pronunciar. Mas aí estamos falando de exceção e não da regra. Acho, sinceramente, que nem sempre precisamos devolver na mesma moeda algo que possa não nos ter agradado. Cada caso é um caso. Minha mãe certa vez me contou a história de um padre que levou um tapa no rosto. Ofereceu a outra face e, mais uma vez, foi agredido. Então respondeu: "Até aí mandava o Evangelho" – e desferiu um soco bem dado em seu agressor!

Não sou perfeito. Posso me descontrolar, como muitas vezes já aconteceu. Mas dizer que a minha educação depende da de outra pessoa? Não posso concordar. A educação que recebi é minha, exclusiva, transmitida por meus pais e, de forma complementar, por meus irmãos e professores. Não será a eventual grosseria de gente de baixo nível que irá mudar isso. Não, minha educação não depende "da sua". Recorrer a essa frase é eximir-se da obrigação de tratar o semelhante com dignidade. Se eu me rebaixar ao nível do interlocutor, será uma atitude de fraqueza. Mas não necessariamente justificável.

Minha educação não depende de ninguém. Ela é minha. Ela pode fraquejar em alguns momentos, mas a sua essência não se deixará abalar.

3 Comments:

Blogger Ulisses Wehby de Carvalho said...

Emílio,

Excelente texto, mais uma vez. Veio bem a calhar para me fazer rever alguns conceitos. Obrigado!

Abraço

3:40 AM  
Blogger Emilio Pacheco said...

Eu é que agradeço o elogio e a visita, Ulisses.

Abraços.

5:03 AM  
Blogger Ulisses Wehby de Carvalho said...

Emilio,

Participei de uma campanha de indicação de blogs e incluí o seu. Veja se te interessa participar. O endereço é http://www.teclasap.com.br/blog/2011/11/02/the-versatile-blogger-award/.

Abraços

10:04 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home